quinta-feira, 20 de janeiro de 2011

Relatos do meu parto PARTE FINAL

Continuando...
Agora começou a pior parte, o que era pra ser bem diferente.
Simplesmente eu não tinha bico para Clarice poder mamar, tentaram de várias formas mas nada funcionava. Pior que a situação em que eu me encontrava não colaborava, pois não podia levantar a cabeça, falar [para não ter gases] nem ficar de lado.
E ela chorou a noite todaaaaaaaaaaaaaaaaa e não parava de chorar de fome, e eu chorava mais ainda.
Eles não quiseram dar complemento para ela, pois diziam que tinha que estimular. Passaram-se 2 dias e nada, e pequena já estava toda mole, só fazia dormir, nada de reagir. Daí ela adquiriu a ICTERÍCIA

É uma condição comum em recém-nascidos. Refere-se à cor amarela da pele e do branco dos olhos que é causada pelo excesso de bilirrubina no sangue. A bilirrubina é um pigmento normal, amarelo, gerado pelo metabolismo das células vermelhas do sangue.
A criança fica ictérica quando a formação de bilirrubina é maior do que a capacidade do seu fígado de metabolizá-la.
A partir daí começou o pesadelo. Ela começou então e receber complemento [leite materno do bando de leite do hospital] e a fazer o tratamento na fototerapia, e tadinha, colocaram um plástico p proteger o colchão de silicone e isso acabou queimando as costas e perninhas dela. Passei quase dois dias sem colocá-la com medo de queimá-la de novo. O técnico veio e constatou que foi por causa do plástico mesmo.
Lá no hospital a mãe de outra paciente viu meu desespero e me indicou a concha de silicone para poder criar o bico, foi isso que ajudou a filha dela. Tiago correu para comprar e só achou no outro dia pela manhã. Foi a nossa salvação. Na hora do almoço eu já estava conseguindo amamentar minha filhota.
Ah, ela tb teve um stress muito forte, pois toda vez que chorava ficava cheia de manchas vermelhas e nas costas tomava conta de tudo. Depois que com muito esforço acalmávamos ela, o vermelhidão sumia, era incrível.
Também não era por mesmo, era umas 5 pessoas em cima da gente para forçar a mamada, pense num sufoco.
Passaram-se 4 dias e nada de alta. Fizeram outro exame de sangue para saber se tinha baixado a Icterícia, esperei o dia todo o resultado. Rezei muito, e graças a Deus uma pessoa de muita fé estava no mesmo quarto que eu. Pedi para que ela rezasse pela minha filha, as lágrimas rolaram no meu rosto e assim tb aconteceu com ela que pegou minhas mãos e rezou para cura de Clarice.
Acho que com 3 horas depois eu recebo a notícia, enfim íamos para nossa casa.
Gente eu estava só o caco, internada desde sábado, foram 6 dias interna, 4 com ela, sem dormir quase nada, com cirurgia doendo, as gases horríveis por ter chorado tanto, as costas doendo com o peso dos seios pelo leite que estava pedrando...enfim, uma loucura.
Tiago chegou num minuto, estávamos muito felizes, foi a melhor notícia que poderíamos ter.
Hoje a Clarice só chora se estiver com fome ou com xixi e caca, está ficando manhosinha, aprendeu a gostar de dormir em cima do peito da mamão, eu fico lembrando de tanto sofrimento que acabo cedendo.
Ah, chora e nada de pintinhas vermelhas, sumiu tudo, é incrível como o temperamento dela mudou.
Ah, e quase todos os dias vem chegando presentes pa ela, já ganhou cada roupinha linda...
Estamos muito felizes e morrendo de saudades do papai que está trabalhando em outra cidade e só vem de 15 em 15 dias, ele foi embora chorando e eu fiquei aqui, chorando tb, rs

Segue algumas fotos da pequenuxa que hoje completa 10 dias de vida.


Saindo do hospital c papai e mamãe







terça-feira, 18 de janeiro de 2011

Relatos do meu parto PARTE I

Oi meninas...ser mãe realmente toma todo seu tempo, kkk mas eu não estou reclamando, estou por incrivel que pareça na fase mais plena da minha vida.
Vou tentar resumir [coisa que eu não gosto, mas será o jeito]
No dia 7 de janeiro [sexta-feira] minha m~e m levou para o hospital, pois ficou preoculpada tendo em vista que já se passava dos nove meses. O médico me examinou e disse que eu ainda não tinha dilataçao, que eu tinha que ir todos os dias para o hospital para ficar verificando a PA e ouvir o coração do bebê. Daí se até a outra semana eu continuasse do mesmo jeito, voltasse ao hospital.
Minha mãe não se conformou, me levou para outro para ver a opinião de outro médico. Dessa vez foi uma médica, ela me deu toda atenção, mas também melevou do tal prazo de espera, mas mesmo assim me pediu uma ultra com urgencia, que eu batesse no outro dia e levasse para lá, pq dependendo eu ja ficaria por lá mesmo.
Assim fizemos. Voltei para o hospital, ela não estava de plantão, mas outro médico me examinou de novo, continuava sem dilatação, dores, contrações...e o tempo se passando, eu já ia completar 41 semanas, além disso o ritmo do coração do bebê deu uma caída, graças a Deus no mesmo dia voltou ao normal. Ele achou por bem me deixar internada e no mesmo dia, aliás, noite, já iduziram o parto normal. É um comprimido colocado na vagina para sentir contração, fazendo assim a dilatação. Mas não teve jeito. Continuei do mesmo jeito. No domingo tb. Nada de dores...
Na segunda-feira pela manhã outro médico me examinou, graças a uma pessoa amiga que trabalha nesse hospital conversou com ele sobre meu caso daí fez com que tudo acontecesse mais rápido e com maior assistência. Ele viu que realmente zero de dilatação, além disso minha bacia é muito estreita. Realmente teria que ser uma cesárea e logo.
Como eu já tinha tomado café da manhã, tive que esperar para fazer depois do almoço.
Foi uma correria só. Por sorte, meu namorido tava por aqui, pois tinha vindo assinar uns papeis da nossa casa. Depois chegou uma tia, irmão, cunhada e minha mãe lá sempre do meu lado.
Fui para sala de paro, até que tranquila, mas tb muito ansiosa, depois o nervosismo tomou conta e eu tive que fazer de tudo para manter a calma para que tudo desse certo.
No meio da cirurgia eu "sentia" um remelexo, depois uma rapidez, aí o nervoso tomou conta ainda mais, até minha cabeça eu sentia esquentar e adormecer, mas foi tudo psicológico, até que perguntei o q tava acontecendo e o medico falou:
Aconteceu que tá nascendo
 
As 15:32 nasce Clarice. Com um choro não muito normal, kkk eu imaginava aquele chorinho manso, baixinho, mas não, foi um berrero só. Eu ouvindo o choro e a ficha sem cair, ficava me perguntando, será que é ela mesmo? rsrs...
Quando colocaram perto de mim o choro ficou ainda mais forte, eu rezei e dei graças a Deus por tudo ter dado certo e pela vida dela.
A levaram e eu já começei a sentir saudade, uma vontade louca de sentí-la perto de mim. A essa hora ela estava sendo colocada nos braços do pai, e por incrível que pareça quando a pediatra a colocou nos braços dela, ela abriu os olhos. Gente, daqui a um tempo as crianças vão nascer falando, rs.
Enfim, fui levada paa o apartamento, aff que agonia as pernas ainda dormentes e vc sendo transportada, kkk ngraçado é que Clarice já estava entre minhas pernas eu eu nem ví quando a colocaram, só soube pq quando saí, todos vieram falar com ela, aí eu disse: Clarice ta aí? kkkk

sábado, 15 de janeiro de 2011

Clarice nasceu \o/

Gente, passando bem rapidinho para dar notícias...
A Clarice nasceu no dia 10 de janeiro, mas só recebemos alta ontem, [14/01] por isso não vim antes por aqui. Quando estiver com mais tempo venho para relatar meu parto e postar bem muita foto.
A única coisa que posso dizer agora é que estou muito feliz e a cada dia mais apaixonada por ela...é um amor incondicional...
Segue algumas para matar a curiosidade, rs
Beijossssssssss














sexta-feira, 7 de janeiro de 2011

E dia 14 é o prazo final...

Hoje fui ao médico novamente, minha mãe não se convenceu dessas benditas contas, daí coração de mãe não se engana, fomos para outro hospital hoje a noite e a médica superrrr gentil fez as contas direitinho e essa semana é o limite, caso eu não sinta nada até quinta, na sexta pela manhã eu tenho que correr para o hospital para me internar e daí la terá os procedimentos para um parto normal, caso eu não tenha contração nem dilatação será feito uma cezária.
Fiz o exame do toque e na mesma hora sentí uma contração, ela percebeu pq a barriga endureceu muito, tremí na base...ela disse que hoje mesmo elas poderão continuar e caso persistem eu volte correndo. Preciso ficar em observação total.
Fiquei pensando depois, se eu fosse pelas contas do outro hospital, eu voltaria la pra segunda-feira, já imaginou a menina esperar mais 3 dias? o que será que iria acontecer? Quero nem imaginar.
Não quero mais saber, só irei pra lá se for a ultima das ultimas mesmo.
Ah, talvez ficarei sem dar notícias, é possivel que eu cancele a net aqui em casa, tenho muitas pendencias, só voltarei lá pra depois de março, não sei. Mas se der certo continuarei. Enquanto isso e quando puder, mandarei notícias de outros lugares, rs
Vou me deitar agora, preciso repousar.

Beijosss

terça-feira, 4 de janeiro de 2011

Primeiro alarme falso de Clarice

Eu disse que ela não ia me pegar, que eu só iria para maternidade quando estivesse nas últimas, mais a pressão aqui em casa foi grande, familia e amigas em cima de mim...tive que ir. Na verdade fui no outro dia [domingo 01/01] no sábado sentí bastante cólica, aí no domingo acordei de madrugada com elas e com muita dor nas costas, mas precisamente no quadril, aí pronto, foi o maior alarde e la fui eu de mala e cuia para bendita maternidade.
Chegando la, fui atendida e fiz aquele exame, rs [o toque], uma prima fez um medo tão grande que o que eu mais temia era esse exame, mais do que o parto. Mas foi muito tranquilo, não sentí nada, quando penso que não, já acabou, kkkk.
Resultado: Neenhuma dilatação. Aí fiz uma ultra. Resultado: 39 semanas. Fiquei sem entender mais nada, pq o mesmo médico que fez o toque constatou 40 semanas, batendo com o meu pré natal e todas as ultras que ja fiz desde o início.
Ah, Clarice está com 3.200 Kg e 46 cm. 50 gramas e 3 cm a mais do que eu quando nascí, kkk
Caso eu sinta algo voltarei lá, caso contrário só sexta-feira quando terei consulta no pré natal.
Está tudo tranquilo [por enquanto], mas estou ficando muito tensa, todo mundo ligando, vindo aqui em casa pra saber se já nasceu, isso me deixa mais ansiosa e nervosa, com medo de que aconteça algo, sei lá...ao mesmo tempo fico feliz por saber que tem tantas pessoas esperando por Clarice junto comigo.
Graças a Deus está tudo prontinho, o quarto, as roupas lavadinhas, chirosinhas e engomadas [viva vovó, rs] as lembrancinhas só falta colocar o cartãosinho. Hoje arrumarei de novo minha bolsa e a dela, pq a qulaquer momento nunca se sabe.

Por enquanto é isso...se eu não voltar, já sabem, rs mas pedirei ao namorido ou a dinda para postar  por mim.

Beijosss** [sabor ansiedade]

sábado, 1 de janeiro de 2011

40 Semanas







Seu bebê


Peso? Aproximadamente 3,5 kg. Comprimento? Dos pés à cabeça, 48 cm. Tudo confere e não resta dúvida: o grande dia está chegando para o seu bebê. No últimos nove meses, ele enfrentou uma difícil e competitiva batalha pela sobrevivência. De um minúsculo embrião, conseguiu evoluir e, pouco a pouco, se transformou num ser humano dotado de inteligência e grandes habilidades. A partir daqui, está pronto para uma nova jornada. Desta vez, do lado de fora do útero.


Sua gravidez


Agora, é só uma questão de dias. Ou horas. O seu bebê logo vai nascer e encher de alegria a rotina da sua família. Alimentá-lo, cuidar de sua saúde, enchê-lo de carinho e, claro, acompanhar essa etapa do desenvolvimento da criança. Eis o panorama que se desvela daqui para a frente. No entanto, além da atenção dispensada ao novo integrante da família, você também vai ter de zelar pelo seu bem-estar. Afinal, precisa estar saudável para cuidar de seu filho. A jornada até aqui foi recompensadora. Uma nova fase, igualmente fantástica, está começando para você, o seu companheiro e o seu bebê.
*Este é o momento previsto para o parto. Mas, se ele passou, e nada do bebê, não há razão para se preocupar. Ele ainda tem duas semanas para decidir deixar o confortável útero da mãe e estrear no mundo. Nascer até a 42a semana é considerado normal pelos médicos.